Filmes Indicados

1945

Quando a composição “Rio de Janeiro”, do brasileiro Ary Barroso, disputou a estatueta de Melhor Canção Original pelo filme norte-americano Brazil.

1960

O drama ítalo-franco-brasileiro Orfeu do Carnaval ou Orfeu Negro (na França, Orphée Noir; na Itália, Orfeo Negro) venceu o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, mas representando a França, não o Brasil. 

1963

O país teve seu próprio representante entre os melhores filmes estrangeiros do ano com O Pagador de Promessas

1979

A coprodução brasileira Raoni, que mostra a vida do líder indígena brasileiro Raoni Metuktire, disputou a categoria de Melhor Documentário

1982

Tetê Vasconcellos concorreu na categoria Documentário por seu trabalho em El Salvador: Another Vietnam

1986

A coprodução brasileira O Beijo da Mulher-Aranha recebeu quatro indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor para o brasileiro naturalizado Hector Babenco.

1993

A brasileira Luciana Arrighi consagrou-se vencedora do Oscar de Melhor Direção de Arte pelo drama inglês Howards End.

1996

O Quatrilho concorreu para o Melhor Filme Estrangeiro.

1998

O Que É Isso, Companheiro? Concorreu para o Melhor Filme Estrangeiro.

1999  

Central do Brasil.  Concorreu para o Melhor Filme Estrangeiro. Este último rendeu ainda uma indicação a Melhor Atriz para Fernanda Montenegro.

2001

Pela primeira vez o cinema brasileiro foi indicado ao Oscar de Melhor Curta-metragem em Live-action com Uma História de Futebol.

2003

Carlos Saldanha foi indicado por seu trabalho na animação norte-americana Ice Age. Saldanha, aliás, já dirigiu quatro filmes indicados ao Oscar (Ice Age, Gone Nutty, Rio e Ferdinand), sendo o brasileiro que mais marcou presença nos The Academy Awards.

2004

Gone Nutty dirigido por Carlos Saldanha, foi indicado ao Oscar de Melhor Curta de Animação em 2004.

2004

Uma surpresa: Cidade de Deus, ignorado como Melhor Filme Estrangeiro no ano anterior, recebeu quatro indicações nas categorias principais: Melhor DiretorMelhor Roteiro AdaptadoMelhor Fotografia e Melhor Edição.

2004

Diários de Motocicleta disputou dois Oscars, foi dirigido por Walter Salles (o mesmo responsável por Central do Brasil). Venceu na categoria de Melhor Canção, por Al otro lado del río, do compositor uruguaio Jorge Drexler. Foi também indicado na categoria de Melhor Roteiro Adaptado.

2011

Duas coproduções brasileiras não ficcionais, que narram a história de vida de artistas brasileiros, concorreram como Melhor Documentário: Lixo Extraordinário (sobre o artista plástico paulista Vik Muniz) concorreu em 2011, e O Sal da Terra (sobre o fotógrafo mineiro Sebastião Salgado), em 2015.

2012

Ice Age dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha, recebeu uma indicação para Melhor Canção Original, com “Real in Rio”, cantada por Sérgio Mendes e Carlinhos Brown.

2015

O Sal da Terra disputa na categoria Melhor Documentário. Ele é codirigido pelo brasileiro Juliano Salgado, filho do fotógrafo Sebastião Salgado, tema do filme. O alemão Wim Wenders também assina a direção desta coprodução Brasil, Itália e França.

2016

O Menino e o MundoAcademia de Artes e Ciências Cinematográficas indicou o filme para a disputa na categoria melhor animação

2018

O Touro Ferdinando, dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha, concorreu na categoria de melhor animação.

2018

Produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira e dirigido por Luca Guadagnino, Me Chame pelo Seu Nome foi indicado ao Oscar de Melhor Filme, mas ficou com a estatueta de Melhor Roteiro Adaptado.

Fonte wikipedia.org